Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

Sai um Expresso

Não é de bica. É daqueles com 47 lugares sentados, cinto obrigatório e por-favor-não-comam-durante-a-viagem.
 

A distribuição de lugares não se faz pelo número indicado no bilhete. É simples. As senhoras de idade, noutros contextos velhinhas amorosas, tornam-se idosas implacáveis sedentas pelos lugares da frente. Se for preciso empurram, picam-nos com as agulhas de fazer a malha, ou pisam-nos com os sapatos ortopédicos, mas é o gang da idade que prevalece ali nos lugares 1 a 8. Sempre ouvi dizer que a idade é um posto.
O motorista, inocente, ingénuo, vê apenas em cada uma delas a sua mãezinha. Crê quando lhe dizem "Isto é da idade, filho, já não vejo bem os números". E ajuda-as a defender o lugar que não é delas. Depois, quase que lhes vejo um olhar furtivo de regozijo (de toma!toma!) e quase que lhes oiço a gargalhada maléfica que engolem, junto com os comprimidos para a osteoporose.

Excepção feita para os lugares do tricot, sento-me segundo o que está inscrito no papelinho azul. Desvio-me para o lado se não for o assento da janela. Gosto de ver a paisagem, ainda que já a saiba de cor – sempre são cinco anos de ida e volta.

Ponho os phones, para ouvir a minha música e não as outras. A do motorista, que às vezes é o relato. A do vizinho do lado, que parece não ser conhecedor das lesões do tímpano e dorme – dorme! - com uma qualquer música violenta no volume máximo, bem dentro dos ouvidos. A criança que chora é uma música diferente, um fado que nem sempre calha em rifa.

Não fecho os olhos, nem adormeço, mesmo que tenha de lutar contra o cansaço.
Chamem-me parva mas a vida já é curta demais, mesmo sem adormecer no ombro da pessoa desconhecida ao nosso lado (como tantas vezes já vi acontecer). No dia que passou não sobrou tempo para parar e pensar E já que neste contexto tenho de estar forçosamente parada, penso. E leio. E ouço música. E como os tempos já são outros, às vezes também vejo um filme.

E depois de tudo o que já conheço estamos quase a chegar. Seja a ida, seja a volta, dá sempre vontade de esperar mais um bocadinho – estava aqui tão sossegada.
Ninguém anuncia a paragem. Ou conheces, ou segues para Aveiro. É contigo.
Fartinha de saber onde estou, sei eu. Já sei desde que vi o castelo iluminado lá em cima – e é por isto que sabe tão bem chegar de noite.

Vamos embora.

Tudo isto porque esta semana, pelo menos para mim, não sai um Expresso.

 

feeling: alma de viajante
by Té às 00:30

link do post | favorito
De P.uuuu a 30 de Janeiro de 2009 às 10:09
uuuuuuuuh!

fiz viagens dessas quase 6 anos seguidos. e ainda hoje as faço, quando assim tem de ser.
no meu caso, prefiro sempre não cumprir o que diz o papelinho azul, e sento-me quase sempre no mesmo lugar, que é o primeiro a seguir à porta de trás, porque não gosto de ter bancos à minha frente. sou um bocado claustrofóbica, e a ideia de ter o banco quase colado à minha cara deixa-me um bocadinho nervosa.

no que diz respeito às velhinhas, as "tuas" são bem diferentes das "minhas". cada vez que viajo de expresso, podem estar todos os lugares vazios, eu sento-me no tal lugar, e acaba sempre por vir alguém dizer "este é o meu número". olho em volta e puff. miles de lugares vazios. as pessoas lá dizem "deixe estar, eu sento-me aqui" e pronto.
vou sugadita, de preferência sem ninguém ao lado, para poder ocupar o lugar com o pc, e as malas, e qualquer coisa para petiscar durante as 3-às-vezes-4 horas de viagem.
ponho os phones, que a música é a minha melhor amiga nas viagens, e quase sempre me deixo dormir, nem que seja só metade da viagem, e depois o resto já não custa tanto.
ultimamente tenho viajado de carro. com a mana, ou de boleia. mas às vezes (só às vezes) tenho saudades de ir de expresso (quando sou "obrigada" a ouvir metal, por exemplo ahahaha).
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O mundo podia ter acabado

. O Sexo, a Cidade e o João

. A Estória da Traça

. Alô?

. Não admira que o ano corr...

. Balanço do mês

. Wishlist - a própria!

. Perigo! Crianças que acre...

. Até parece que não tenho ...

. Estimados Leitores

. Marketing 101 para Mendig...

. Começo a achar que a Lady...

. What Else?

. Primeiro dia

. 6a Feira 13 MUDASTI

.arquivos

. Outubro 2011

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.blogroll