Quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Cultura a Metro

O metro não é só um veículo de transporte. Não é só um local de trabalho. Não é só um sítio onde conhecemos toda a vida das pessoas que falam demasiado alto ao telemóvel.

 

O metropolitano de Lisboa é palco de criação de uma espécie que surgiu no submundo, mas nem por isso é subdesenvolvida. Uma espécie que representa uma evolução em relação ao comum mortal e  pode ser encontrada nos túneis do metro de Amadora Este a Santa Apolónia, bem como nas linhas Amarela, Verde e Vermelha.
 

 

São eles os Leitores de Pé.

 

Um grupo restrito de pessoas de todas as faixas etárias. Aventureiros, ou simplesmente sequiosos de cultura que em viagens curtas ou longas, comodamente sentados ou de pé, colados a dezenas de pessoas que saturam a carruagem, optam por pôr a leitura em dia no percurso casa-trabalho.

 

Venho por este meio prestar a minha singela homenagem aos Leitores de Pé. Essas personagens que em hora de ponta e face a uma travagem brusca, optam por agarrar o livro com ambas as mãos (e continuar a ler, talvez com mais intensidade) em vez de se agarrarem ao varão da carruagem de metro para não cairem.

 

Junto à homenagem uma nota: o varão do metro é claramente subaproveitado. A fórmula do mendigo já é muito batida (a lenga-lenga, a criança, o cãozinho ao ombro). Julgo que uma mendiga armada em Alzira, a explorar as potencialidades do varão, teria uma rentabilidade bastante superior. Agradeceriam os frequentadores do metropolitano homens e também mulheres (que já não teriam de aturar o olhar insistente dos primeiros, que estariam entretidos com a Alzira).

 

Fica a sugestão.

 

E um bem haja para os Leitores de Pé.
 

feeling: A reiniciar o metro!!! Lol
by Té às 21:34

link do post | favorito
De Sofia a 14 de Julho de 2008 às 19:54
Olá Té!

Sem dúvida, aqui fica uma boa e merecida homenagem aos Leitores em Pé. Nunca andei muito de transportes, muito menos de metro... do que me lembro, saltitava de autocarro em autocarro, numa viagem de 2 horas para chegar a Benfica, o que agora faço comodamente em 15 minutos. E nessa altura, o meu melhor amigo, confesso, mais que o livro, era a música...

Quanto às potencialidades do varão, acho que foi lançada a proposta e bem!... agora, só não explora a ideia quem não quiser :P

Beijoka!
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O mundo podia ter acabado

. O Sexo, a Cidade e o João

. A Estória da Traça

. Alô?

. Não admira que o ano corr...

. Balanço do mês

. Wishlist - a própria!

. Perigo! Crianças que acre...

. Até parece que não tenho ...

. Estimados Leitores

. Marketing 101 para Mendig...

. Começo a achar que a Lady...

. What Else?

. Primeiro dia

. 6a Feira 13 MUDASTI

.arquivos

. Outubro 2011

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.blogroll