Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Perigo! Crianças que acreditam no Pai Natal

Já nem vou falar do óbvio exercício inútil de infantilizar algo que de si já é infantil (leia-se a criança, e sem qualquer sentido pejorativo).
É como falar à bébé para um bébé. É um pleonasmo tal qual como subir para cima ou azul azulado. É roubar capacidades ao pequeno ser que tenta evoluir e se vê rodeado de imbecis (sim vocês que fazem tchu-cthi-tchu enquanto abanicam as falanges dos dedos à frente das crianças) que o pretendem manter no estado "língua enrolada" para sempre em vez de lhes mostrarem o português correcto - ou outra língua que se aplique.

Isto é estúpido. Mas passa.

Agora o que não me cabe na cabeça é o orgulho que os pais têm em que as crianças acreditem no Pai Natal e os esforços que desenvolvem nesse sentido ano após ano. Não, não estou só a falar da quebra de confiança que poderá existir quando sofrer a desilusão da sua até aí curta vida e descobrir que o Pai Natal é afinal aquele tio gordo que desaparecia sempre durante a entrega das prendas.

Estou a falar de quererem que as crianças confiem cegamente num qualquer tipo gordo, de barbas grandes, velho, com um saco, que lhes apareça à frente.

Depois venham-se queixar que a Maddie desapareceu.

Nota: Sim, diz-se pejorativo e não perjurativo como eu vivi anos a pensar que era. Ah, era só eu? Ok, então.

by Té às 20:33

link do post | COMENTAR | favorito
6 comentários:
De sofy20 a 3 de Janeiro de 2010 às 01:09
Se posso discordar, eu concordo que as crianças devam acreditar no Pai Natal até terem idade para compreender o contrário. Os pais apenas não querem que os filhos tenham já de enfrentar o mundo, porque este tem tantas coisas más que eles querem que os filhos tenham uma alegria. As crianças também acreditam na fada dos dentes, na cinderela, e em outras personagens. que embelezam a sociedade... O que é que preferias contar a uma criança? "Oh, quem te deu os presentes fui eu por 145 euros mais iva e desconto no irs!" ou dizer que foi um velhinho simpático que trouxe? eu concordo que as crianças acreditem no pai natal.

Isto é apenas uma opinião =)

bj* S.
De a 3 de Janeiro de 2010 às 13:34
A minha versão preferida é a verdade adequada à idade. Foi o papá ou a mamã porque te tens portado bem.

Também acho bem que vejam e se envolvam com os contos de fadas, mas não que acreditem que a Cinderela existe, assim que tiverem idade para o compreender.
De sofy20 a 3 de Janeiro de 2010 às 18:32
Se eles tiverem idade para compreender, não digo que não, mas pelo menos enquanto ainda são novos devem acreditar em algo melhor que a realidade... deixá-las viver um bocadinhno. Mas claro que quando já têm idade para perceber, se deve esclarecer tudo.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O mundo podia ter acabado

. O Sexo, a Cidade e o João

. A Estória da Traça

. Alô?

. Não admira que o ano corr...

. Balanço do mês

. Wishlist - a própria!

. Perigo! Crianças que acre...

. Até parece que não tenho ...

. Estimados Leitores

. Marketing 101 para Mendig...

. Começo a achar que a Lady...

. What Else?

. Primeiro dia

. 6a Feira 13 MUDASTI

.arquivos

. Outubro 2011

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.blogroll